Em seu quarto comunicado, o reitor faz balanço das atividades e anuncia novas medidas para proteger a comunidade

 

 

Quarto comunicado à comunidade acadêmica

 

Prezadas(os) colegas,

Inicialmente quero agradecer a toda comunidade universitária pela intensa colaboração para que as atividades essenciais da USP, inclusive as de ensino, não sejam paralisadas e possamos colaborar com a sociedade neste momento tão difícil.

Vários servidores se mantêm em seus postos de trabalho, apoiados por um exército de colegas atuando em teletrabalho. A maioria dos docentes, além de manter, da melhor maneira possível, as suas pesquisas e as que envolvem seus alunos, ainda estão garantindo as atividades didáticas.

Também é exemplar a atuação dos alunos, que mesmo tendo dificuldades logísticas, estão superando os obstáculos por meio de mútua cooperação e participando das atividades de ensino extraclasse e ainda dispostos a colaborar na realização dos testes laboratoriais da Covid-19 como voluntários.

Com o decreto de estado de calamidade pública em São Paulo, na sexta-feira, e de quarentena a partir de terça-feira, dia 24 de março, compete à USP seguir as determinações das autoridades sanitárias e restringir ainda mais as nossas atividades.

Hoje, dia 23/03, cerca de quatro mil servidores técnicos e administrativos estão em atividade presencial, não simultânea. Deve-se lembrar de que cerca de 2.400 deles estão em atividades de atendimento de saúde e outros 400 na área de segurança, atividades estas que não podem ser paralisadas.

Os demais colegas em atividades presenciais estão envolvidos com apoio aos estudantes que ainda estão nas residências estudantis; com pesquisas direta ou indiretamente (desenvolvimento de respiradores e máscaras) ligadas ao estudo do Covid-19 e combate à pandemia; nos 18 laboratórios que estão se adequando para realizar os exames da doença; nas pesquisas com seres vivos e estudos clínicos; na manutenção dos mais de cem biotérios; nos estudos de longo termo ou com ensaios que devem ser realizados em datas predeterminadas; nas atividades de suporte técnico e administrativo aos projetos de pesquisas essenciais; entre outras.

O tamanho e a diversidade de nossa Universidade não permitem que tomemos medidas apressadas, especialmente numa situação de pandemia, mas em sintonia com as autoridades sanitárias e sempre procurando garantir a segurança da comunidade universitária.

Assim, além dos colegas mencionados, temos ainda um pequeno contingente de pessoas garantindo o funcionamento da informática (um exemplo disso é que, ontem, domingo, houve um ataque aos dados da Faculdade de Medicina, que apesar de não ser do sistema corporativo da USP, foi imediatamente detectado e combatido pela Superintendência de Tecnologia da Informação), da infraestrutura (eletricidade, energia, água, gás etc.) e das atividades administrativas essenciais, apoiado por um grande grupo de colegas trabalhando em casa.

Com esse panorama, solicito encarecidamente aos dirigentes que procurem reduzir o número de pessoas trabalhando presencialmente, sem riscos maiores à manutenção das atividades básicas e aquelas acima descritas. Neste caso, sem burocracia, basta enviar a lista de funcionários liberados para o registro do Departamento de Recursos Humanos (DRH) por e-mail. A qualquer momento, se o dirigente concluir que mais funcionários podem ser dispensados da atividade presencial, basta efetivar a decisão e comunicar ao DRH.

Para o caso dos serviços terceirizados, solicito que o dirigente, em conjunto com o Administrador do contrato, tomem as providências necessárias, como mencionado no documento da Codage, para garantir as atividades que julgarem essenciais ao funcionamento básico da Unidade/Órgão e à sua segurança.

Aos funcionários que estão realizando atividades presenciais, mesmo os da área da saúde, solicito que continuem registrando a presença. Solicito, ainda, mesmo com os campi vazios, com número muito pequeno de frequentadores, não se descuidarem das medidas de prevenção e segurança pessoal.

Aproveito para tranquilizar os estudantes que permanecerão nas residências estudantis informando que a Superintendência de Assistência Social (SAS) tomou as providências quanto às refeições e criou canais de comunicação para facilitar a interlocução com os moradores.

Concluindo, como circulado nas redes sociais, acredito que essa situação terrível do coronavírus demonstra que a universidade pública de pesquisa de qualidade é imprescindível para combater as adversidades e ajudar a sociedade neste cenário tão difícil.

Neste momento muitos buscam as universidades e os centros de pesquisa à procura de toda sorte de informações, exames, infraestrutura, conhecimento e de uma solução para o problema. A USP está contribuindo em todas essas frentes, como já o fez em outros momentos, com agilidade e respeito à sociedade. Além disso, continuará trabalhando para auxiliar a sociedade no enfrentamento da epidemia da covid-19.

Reforço os meus agradecimentos a toda a comunidade e espero revê-los num futuro não muito distante.

 

Abraços,

Vahan Agopyan, reitor da USP

23/03/2020

 

 

 

Jornal da USP | Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=308847

Vahan Agopyan também destacou o papel ativo dos grupos de pesquisa da Universidade para melhor conhecer a atuação do vírus e combatê-lo adequadamente.

Desde a mensagem do dia 16 de março, o cenário de agravamento da pandemia Covid-19 levou as autoridades a decidirem por mais ações restritivas e a Reitoria, como já divulgado, tem feito as atualizações das medidas para garantir a segurança de sua comunidade.

Ao mesmo tempo, a USP vem colaborando intensamente com as autoridades sanitárias, particularmente com a Comissão de Contingência do Estado, na qual vários dos nossos docentes têm assento.

Além das pesquisas que tiveram destaque na grande imprensa, no dia de hoje (20/03), mais de uma dezena de grupos de pesquisa da Universidade estão desenvolvendo estudos para melhor conhecer a atuação do vírus e combatê-lo adequadamente.

A colaboração inclui, ainda, a disponibilização de leitos hospitalares para a instalação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), equipamentos e recursos humanos para a realização de testes laboratoriais para detecção da doença.

Ontem, dia 19/03, também foi criada uma rede colaborativa da USP para o auxílio de diagnósticos do coronavírus, incluindo laboratórios de 17 Unidades. É um esforço coletivo para que possamos superar as dificuldades atuais e as que virão.

Adicionalmente, o empenho de docentes e servidores técnicos e administrativos para que a Universidade continue com as suas atividades, seja presencialmente, por meio de revezamento e escalonamento, ou em teletrabalho, é uma demonstração de apreço pela Universidade Pública e uma sinalização positiva para a sociedade de que a formação de recursos humanos qualificados e o desenvolvimento de pesquisa de ponta são essenciais e não podem ser descontinuados.

Ao final de cada ano, cerca de 15 mil profissionais são formados pela USP, entre graduados e pós-graduados. Após essa crise mundial, a recuperação dependerá de termos mais força de trabalho bem qualificada disponível para garantir a retomada da economia.

Garantir a segurança da comunidade universitária e, ao mesmo tempo, seguir trabalhando nas condições possíveis é um dever que se impõe frente às necessidades coletivas do país.

Assim, novas diretrizes estão sendo tomadas no dia de hoje e serão aplicadas a partir do dia 23/03/2020. São elas:

I. Enquadramento para atividades em domicílio, adicionalmente ao apresentado pela mensagem da Codage de 17 de março.

  1. Deverão permanecer em seu domicílio, colaborando a distância (teletrabalho), mas podendo ser convocados a qualquer momento:
  • Servidor que reside com pessoa pertencente aos grupos de risco definidos na mensagem da Codage (pessoas com 60 anos de idade ou mais;  pessoas com doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico; com filhos até 10 anos de idade; com gestante).
  • Servidor que reside com ou é responsável pelos cuidados de idosos.
  • Pais de filhos com previsão de nascimento em até 30 dias.

Observação: Os servidores deverão preencher o formulário de autodeclaração (disponível no sistema MarteWeb, no item Ajuda do menu Minha Frequência), assiná-lo e encaminhá-lo, por e-mail, para a área de pessoal/CSCRH, que o transmitirá para a Chefia/Dirigente para manifestação.

II. Para os servidores com 60 anos de idade ou mais, a permanência em seu domicílio é compulsória, não é optativa.

III. As liberações para permanecer em domicílio não se aplicam aos servidores que atuam na área da Saúde e nas pesquisas relacionadas à pandemia, como já explicitado nas decisões das autoridades nacionais.

Reforço que os dirigentes devem consultar com frequência o site: coronavirus.usp.br, cujas informações são atualizadas continuamente.

A Reitoria da USP mantém-se atenta à evolução do cenário interno do Covid-19 e das orientações encaminhadas pelas autoridades sanitárias, podendo adotar novas medidas.

Com os agradecimentos a todos pela compreensão e colaboração.

São Paulo, 20 de março de 2020.

Vahan Agopyan, reitor

 

 

 

Jornal da USP | Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=308746

O reitor Vahan Agopyan divulgou uma mensagem aos docentes em que solicita a colaboração de todos neste período conturbado:

 

Caro(a) colega,

 

No dia 17 de março, terça-feira passada, tivemos uma reunião com os dirigentes da USP, na qual a Reitoria e as Pró-Reitorias apresentaram uma série de medidas adotadas, já largamente divulgadas à comunidade. As ações da Reitoria estão norteadas por três premissas básicas:

  1. As atividades-fim de uma universidade pública de pesquisa não podem ser paralisadas, mesmo em momentos de grande comoção social. A universidade deve servir de âncora para a superação dos problemas da população. É uma entidade proativa com a qual a sociedade pode contar.
  2. Temos que procurar minimizar os danos na formação dos nossos alunos, lembrando que quase 90 mil jovens confiaram seu futuro a nós. Mais ainda, a sociedade está esperando que cerca de 15 mil profissionais concluam seus estudos este ano para poderem colaborar com o desenvolvimento do país, principalmente neste grave momento.
  3. As colocações acima devem ser atendidas sem colocar a comunidade em risco, garantindo a segurança de todos os atores.

Sua colaboração é imprescindível para a consecução desses objetivos. Pretendemos oferecer aos nossos alunos a oportunidade de continuar com as atividades discentes, mesmo com a suspensão das aulas presenciais.

Pedimos aos responsáveis pelas disciplinas que proporcionem atividades extra-classe, que podem ser desde estudos dirigidos até o uso de ferramentas modernas de EaD. As Pró-Reitorias e diversas unidades estão franqueando o acesso a essas ferramentas aos professores interessados, incluindo seu treinamento.

Essas atividades didáticas a distância, durante o período de suspensão, serão computadas na frequência dos estudantes e valerão créditos para eles e para os docentes. Poderão substituir parcial ou totalmente as semanas de aulas presenciais não oferecidas. Com isso, após o retorno das aulas presenciais, o período de reposição poderá ser curto, priorizando as atividades práticas e experimentais. Logicamente, a qualidade é um atributo indiscutível para essas atividades.

Solicitamos seu apoio, consideração e colaboração com a Diretoria a Comissão de Graduação e a de Pós-Graduação de sua unidade para que essa iniciativa seja viabilizada, garantindo que nossos alunos consigam avançar nos estudos e superar este período conturbado.

 

 

São Paulo, 19 de março de 2020.

Vahan Agopyan, reitor da USP

 

 

Jornal da USP | Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=308499

Tendo em vista a necessidade de melhorar as medidas de prevenção ao coronavírus, informamos que a partir de 18/03/2020 a Biblioteca do IME estará fechada ao público.
O salão de estudos também estará fechado.

Em caso de dúvidas ou necessidade urgente de materiais, solicitamos entrar em contato através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

DEVOLUÇÕES ADIADAS PARA 22 DE ABRIL DE 2020

As devoluções de livros poderão ser realizadas na Caixa de Devoluções localizada em frente à porta da Biblioteca.

Ressaltamos que todos os empréstimos tiveram sua data de devolução adiada para o dia 22 de abril.

 

Por este motivo, recomendamos aos nossos usuários que se preservem e preservem todas as pessoas com quem convivem: permaneçam, na medida do possível, em suas casas. Havendo alguma alteração no quadro atual, voltaremos a emitir novos comunicados.

 

 

 

Marcelo Modesto Costa | 20.03.2020
Serviço de Apoio Institucional
(11) 3091-6268
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

“A USP não vai parar”, mas reorganiza suas atividades para proteger a comunidade, com aulas a distância, manutenção das pesquisas observando cuidados de saúde e orientações para técnicos e funcionários​

 
Por  | Jornal da USP
 
 
 
 
 
 
 
20200317 00 pronunciamento reitor

Diretores de todos os campi da USP participaram do encontro, que foi realizado presencialmente, na sala do Conselho Universitário, e remotamente, no Quadrilátero Saúde/Direito e nos campi de Ribeirão Preto, São Carlos e Bauru – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

 
 

 

 

 
No dia 17 de março, o reitor da USP, Vahan Agopyan, se reuniu com diretores das Unidades de Ensino e Pesquisa da Universidade para tratar de questões acadêmicas e administrativas adotadas pela Instituição em função do agravamento da pandemia do covid-19 no Brasil.

 

“Vivemos um cenário delicado, mas a USP não vai parar. Convoco a todos para mantê-la viva e dinâmica. Como universidade pública, em um momento de emergência, temos a responsabilidade de dar suporte à sociedade. A manutenção das atividades de uma universidade de pesquisa é essencial para a sociedade”, afirmou Agopyan.

O reitor informou aos dirigentes que a Universidade está readequando suas atividades para proteger a comunidade. Entre as medidas adotadas estão aulas e trabalhos a distância para estudantes de graduação e de pós-graduação, a manutenção do desenvolvimento de pesquisas, observando cuidados de preservação de saúde, e novas orientações relativas à jornada de trabalho de servidores técnicos e administrativos.


Diretores de todos os campi da USP participaram do encontro, que foi realizado presencialmente, na sala do Conselho Universitário, e remotamente, no Quadrilátero Saúde/Direito e nos campi de Ribeirão Preto, São Carlos e Bauru.

O reitor enfatizou que todas as atenções devem estar voltadas para as atividades-fim, de forma a “minimizar o prejuízo aos estudantes de graduação e de pós-graduação”, bem como as relacionadas ao desenvolvimento das pesquisas, que são “um dever social de uma instituição como a USP”.

Na segunda parte da reunião, os pró-reitores falaram sobre as ações que estão sendo empreendidas para garantir o andamento das atividades de ensino e pesquisa. O coordenador da Administração Geral (Codage), Luiz Gustavo Nussio, elencou as novas medidas administrativas a serem adotadas nesse período.

 

 

Graduação e pós-graduação

Segundo o pró-reitor de Graduação, Edmund Chada Baracat, com a suspensão das aulas, que passa a valer a partir do dia de hoje, dia 17 de março, as atividades didáticas passarão a serem ministradas a distância.

Baracat destacou que plataformas como e-aulas  estão disponíveis no sistema Jupiter e poderão ser utilizadas para gravação e transmissão de aulas on-line. Entre outras funcionalidades, além das aulas, os sistemas permitem o registro da participação dos estudantes, troca de mensagens e arquivos e a realização de avaliações.

A Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) disponibilizou, em sua página, um conjunto de tutoriais que explicam aos docentes como organizar videoaulas, videoconferências, utilizar o Skype, o Google Meet e outras ferramentas.

As atividades a serem desenvolvidas remotamente incluem desde a recomendação de leitura de uma lista de bibliografias para a preparação de uma monografia até o emprego de plataformas mais complexas que estão à disposição dos docentes. Treinamento para o uso dessas ferramentas também é fornecido pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU).

“As atividades didáticas a distância durante o período de suspensão serão computadas na frequência dos estudantes. No período de reposição, após o retorno das aulas presenciais, recomendamos que devam ser priorizadas as atividades práticas e experimentais”, explicou o pró-reitor.

No que se refere à Pós-Graduação, o pró-reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior esclareceu que a realização de atividades a distância já está prevista no regimento da Pró-Reitoria, com as mesmas ferramentas utilizadas na graduação, incluindo o treinamento.

Carlotti explicou que foram desburocratizados os procedimentos para a transição de disciplinas presenciais em não-presenciais, agilizando os processos. Também foram alterados os procedimentos para as defesas de Dissertações e Teses e para os exames de qualificação, cujas bancas poderão ter a participação não presencial de todos os seus membros, incluindo o orientador e o próprio aluno.

 

 

Pesquisa e extensão

Reduzir a presença dos pesquisadores nos campi é a principal recomendação do pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto, que salientou a necessidade de que os pesquisadores evitem o início de novos experimentos neste momento.

Canuto explicou que os dirigentes devem identificar as atividades essenciais nos laboratórios, as que possam ser realizadas remotamente, as que podem ser interrompidas sem prejuízo, as de longa duração que, em caso de interrupção, podem gerar grandes perdas e aquelas que são essenciais e que devem ser mantidas obrigatoriamente, como, por exemplo, os biotérios, linhagens de células, criogenia, entre outras. Estas últimas, de acordo com Canuto, devem ser asseguradas pelos responsáveis pelos laboratórios nas respectivas Unidades.

Além da suspensão das atividades culturais e de extensão abertas ao público em geral e do Programa 60+, a pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária, Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, informou aos presentes o cancelamento da Feira das Profissões Interior, que seria realizada no campus de Lorena, e o adiamento da edição da feira na Capital, que está prevista para ser realizada no mês de setembro.

 

 

Administração Central

No que se refere ao quadro de recursos humanos da Universidade, o coordenador da Administração Geral (Codage), Luiz Gustavo Nussio, anunciou novas medidas a serem adotadas.

Além da concessão de ponto facultativo a docentes e funcionários técnicos e administrativos com idade igual ou superior a 60 anos e para aqueles portadores de doenças crônicas, os quais será permitido o teletrabalho, foram incluídos nesta categoria:

  • gestantes;
  • pai ou mãe com filhos de até dez anos. Caso ambos sejam servidores da Universidade, apenas um deles terá ponto facultativo;
  • servidores que apresentem febre, tosse e outros sintomas respiratórios ou que tenham entrado em contato com pessoas suspeitas de contágio.

Nussio sublinhou também que, a critério do dirigente da Unidade, as atividades administrativas poderão funcionar em regime de contingenciamento ou rodízio e que os servidores não terão prejuízo quanto ao salário e aos benefícios nesse período.

 

 

 

Veja também

23.03.2020 | Comunicado sobre a realização de trabalho remoto no IME-USP

23.03.2020 | USP está contribuindo em várias frentes

20.03.2020 | Em novo comunicado, reitor anuncia ações para garantir segurança da comunidade

19.03.2020 | Orientações do reitor para os professores da USP

 

Os livros e outros materiais emprestados da biblioteca poderão ser depositados na Caixa de Devolução nos horários em que a biblioteca estiver fechada.

A bibliotecária chefe, Stela Madruga, ressalta que somente os livros que fazem parte do acervo do IME podem ser devolvidos neste móvel. A ideia é ampliar o horário de devolução dos materiais e proporcionar maior comodidade aos usuários.

É importante tomar o cuidado para efetuar o depósito dos livros com a lombada primeiro, um livro por vez, deslizando os materiais. Veja o vídeo demonstrativo:

 

 

Saiba mais

Para mais informações, consulte as regras da caixa de devolução de livros.

Link para o vídeo: https://youtu.be/UHNL4siF0W 

 

 

 

Marcelo Modesto Costa | 06.03.2020 
Serviço de Apoio Institucional
(11) 3091-6268
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

jubileu

Dias 12 e 13 de março de 2020

Anfiteatro Camargo Guarnieri

Universidade de São Paulo

 

 

PROGRAMAÇÃO 12/03/2020

14:00

Abertura

- Apresentação OSUSP: Octeto de Sopro

15:00

Abertura dos trabalhos

- Prof. Dr. Carlos Gilberto Carlotti Júnior – pró-reitor de Pós-Graduação da USP
- Prof. Dr. Waldyr Muniz Oliva - ex-reitor da USP e ex-diretor do IME-USP
- Prof. Dr. Carlos Alberto Barbosa Dantas - ex-pró-reitor da USP e ex-diretor do IME-USP
- Prof. Dr. Junior Barrera – diretor do IME-USP
- Prof. Dr. Luiz Renato Gonçalves Fontes – vice-diretor do IME-USP
- Prof. Dr. Pedro Leite da Silva Dias – primeiro aluno formado no MAP e diretor do IAG-USP
- Prof. Dr. Antonio Galves - coordenador do CEPID Neuromat

 

16:00

Momentos da História do IME-USP

- SBM: Prof. Dr. Paolo Piccione
- RPM: Profa. Dra. Ana Catarina Pontone Hellmeister
- OBMEP: Profa. Dra. Ana Catarina Pontone Hellmeister
- CAEM: Profa. Dra. Ana Paula Jahn
- Matemateca: Prof. Dr. Eduardo Colli
- A Difusão da Internet na USP a partir do IME: Prof. Dr. Arnaldo Mandel
- Maratona de Programação: Prof. Dr. Carlos Eduardo Ferreira
- Revistas Científicas do IME: Prof. Dr. Claudio Gorodski

 

17:00

 

Homenagens

Representando os(as) funcionários(as) do IME

- Sra. Lourdes Vaz da Silva Netto

 

Representando os(as) professores(as) do IME
- Prof. Dr. Claudio Possani
- Profa. Dra. Zara Issa Abud

Representando os(as) cientistas do IME
- Profa. Dra. Ofelia Teresa Alas
- Prof. Dr. Yoshiharu Kohayakawa
- Profa. Dra. Florencia Graciela Leonardi
- Prof. Dr. Ivan Chestakov


Homenagem aos coordenadores de projetos científicos
(Edital de seleção de propostas para distribuição de cargos docentes – 2019, do Programa de Apoio a Projetos de Pesquisas da PRP-USP)
- Prof. Dr. André Salles de Carvalho
- Prof. Dr. Daciberg Lima Gonçalves
- Prof. Dr. Fabio Kon
- Prof. Dr. Fabio Prates Machado
- Prof. Dr. Ivan Chestakov
- Prof. Dr. Paolo Piccione
- Prof. Dr. Pedro Alberto Morettin
- Prof. Dr. Pedro da Silva Peixoto

 

17:30

Homenagem aos ex-diretores

- Prof. Dr. Cândido Lima da Silva Dias (in memoriam) / Prof Dr Waldyr Muniz Oliva

- Prof. Dr. Waldyr Muniz Oliva / Prof. Dr. Chaim Samuel Hönig (in memoriam)

- Prof. Dr. Chaim Samuel Hönig (in memoriam) / Prof. Dr. Cândido Lima da Silva Dias (in memoriam)

- Prof. Dr. Carlos Alberto Barbosa Dantas / Prof. Dr. Chaim Samuel Hönig (in memoriam)

- Prof. Dr. Chaim Samuel Hönig (in memoriam) / Prof Dr Imre Simon (in memoriam)

- Prof. Dr. Pedro Alberto Morettin / Profa Dra Ofélia Alas

- Prof. Dr. Carlos Alberto de Bragança Pereira / Prof Dr Pablo Ferrari

- Prof. Dr. Siang Wun Song / Prof Dr Pablo Ferrari

- Prof. Dr. Francisco César Polcino Milies / Prof Dr Paulo Domingos Cordaro

- Prof. Dr. Paulo Domingos Cordaro / Prof Dr Flávio Ulhoa Coelho

- Prof. Dr. Flávio Ulhoa Coelho / Prof Dr Carlos Eduardo Ferreira

- Prof. Dr. Clodoaldo Grotta Ragazzo / Prof Dr Severino Toscano

 

Palavra dos ex-diretores

 

18:00

 

Encerramento

 

 

PROGRAMAÇÃO 13/03/2020

08:45

Abertura

- Prof. Dr. Sylvio Roberto Accioly Canuto – pró-reitor de Pesquisa da USP
- Prof. Dr. Marcio de Castro Silva Filho – pró-reitor adjunto de Pós-Graduação da USP
- Prof. Dr. Junior Barrera – diretor do IME-USP
- Prof. Dr. Luiz Renato Gonçalves Fontes – vice-diretor do IME-USP 

09:00

Apresentação Departamento de Estatística

Organizadores: Prof. Dr. Luiz Renato Gonçalves Fontes

Profa. Dra. Denise Aparecida Botter

10:30

Coffee break

11:00

Apresentação Departamento de Matemática Aplicada

Organizadores: Prof. Dr. André Salles de Carvalho

Prof. Dr. Fabio Armando Tal

12:30

Almoço

14:00

Apresentação – Departamento de Matemática

Organizadores: Prof. Dr. Jaime Angulo Pava

Profa. Dra. Lucia Renato Junqueira

15:30

Coffee break

16:00

Apresentação – Departamento de Ciência da Computação

Organizadores: Prof. Dr. Roberto Marcondes Cesar Junior

Prof. Dr. Marcelo Finger 

17:30 Encerramento

 

 

 

Confirmação de presença

Para participar do evento é necessário confirmação de presença. Para isso, acesse a página de confirmação de presença ou envie mensagem para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Participem! As vagas se limitam à capacidade de lotação do Anfiteatro, que é de 424 lugares.

 

Alunos, docentes e funcionários:
Alunos e docentes: 

 

 

 

Como chegar

O Anfiteatro Camargo Guarnieri fica na Rua do Anfiteatro, 109, Cidade Universitária, São Paulo.